sábado, 27 de agosto de 2011

Bandidos armados invadem Correios

Diário Popular

correio
Os criminosos levaram R$ 2,5 mil da agência dos Correios: esse foi o terceiro assalto no local
IPATINGA - Bandidos armados invadiram a agência dos Correios no bairro Bom Jardim na manhã de ontem (26), renderam os funcionários e roubaram R$ 2.561,62 que estavam no caixa. Devido ao assalto, o expediente no local foi suspenso durante o dia de ontem e hoje.
O assalto ocorreu pouco depois que o estabelecimento abriu, por volta das 9h15. Toda a ação foi filmada pelas imagens do circuito interno de segurança. Os infratores estavam em uma motocicleta Honda Fan, de cor preta. Um deles usava capacete vermelho de trilha e o outro rosa.
Um dos autores ficou do lado de fora para vigiar a movimentação na rua enquanto seu comparsa mantinha um revólver apontado para o atendente da agência, V.A.C. Os dois homens estavam com capacetes na cabeça, para dificultar a identificação.
De acordo com um comerciante ouvido pela reportagem, essa é a terceira vez que a agência é assaltada. O primeiro roubo foi em dezembro de 2010 e o outro em janeiro deste ano.
"Difícil ter um comércio no Bom Jardim que nunca foi assaltado. Convivemos com essa criminalidade e não podemos fazer muita coisa. O jeito é acionar a polícia e esperar que pelo menos os produtos sejam recuperados, para minimizar o prejuízo", reclamou.

POSTO
A empresária M.C.S.T., de 40 anos, que possui uma loja quase ao lado da agência assaltada ontem, revelou que desde a desativação de um posto policial que havia no bairro Bom Jardim, os furtos e assaltos aumentaram consideravelmente.
"Tenho comércio no bairro há 12 anos e tive a sorte de ser assaltada apenas uma vez. É uma experiência horrível ficar sobre a mira de uma arma. Há três anos havia um posto da Polícia Militar próximo à Praça Central, e isso inibia a ação dos bandidos", contou.
Segundo informações da comerciante, o aluguel do ponto de comércio em que funcionava o posto policial era rateado entre os empresários da localidade. Eles também bancavam o telefone fixo e a gasolina da viatura que patrulhava o bairro.
"O posto funcionou por quase quatro anos. Depois que fechou, a coisa descambou. Nunca tivemos um posto mantido pelo Estado. Se voltasse o posto policial, a PM ficaria mais próxima da comunidade e dos comerciantes", solicitou a empresária.

OUTRO ASSALTO
Um outro assalto à mão armada foi registrado pela PM por volta das 15h45, na avenida Felipe dos Santos, bairro Cidade Nobre, numa loja quase em frente ao Hospital Municipal. Um indivíduo entrou na loja Bianco, rendeu a funcionária e levou R$ 60 em dinheiro e várias peças de vestuário. A estimativa do prejuízo é de aproximadamente R$ 750.
Além dos produtos do comércio, o assaltante levou ainda o relógio e o cordão da funcionária. Até o fechamento da edição, ninguém havia sido preso pelo assalto.